Reza

Reza,
Reza para que tua alma não me impeça.

Reza,
Reza para que tua virtude não desapareça,
e tua boca não torne o que temias tornar.

Reza,
para Deus, ou para tua razão,
que não destrua no outro,
aquela sublime emoção.

Reza, porque quando tua boca,
em verdade pede e agradece,
não tem em si a vontade de maltratar.

Porque enquanto em transe está,
ou em transa ficar,
esquece de odiar.

Reza,
porque quando seu coração se aquieta do ódio,
Há espaço pro amor que esquece sempre.

Reza,
Mas não me obrigue a ser a imagem que me pinta ser,
porque não saberá a dificuldade que está em viver.

Reza,
Todos os dias. Pela humanidade que te resta,
e pelo resto de humanidade que há no que pensa.
Reza e não me faça ofensa,
Porque não sou como querias que eu fosse,
e porque não concordo com aquilo que berra.

Reza,
E durante tua reza, me erra a acusação,
me acerta teu amor,
me deixar de ser alvo de dor,
e faça, mais uma vez, da tua vida,
um clamor, que toda boa reza tem:

Entenda para além de si,
e com isso saberei que venci.

A.