Arquivo

Artigos relacionados com ‘física’
image_pdfimage_print

Leitura Recomendada: Física em seis lições – Richard Feynman

5, Janeiro, 2012
Física em seis lições - Richard Feynman

Física em seis lições - Richard Feynman. Ed. Ediouro

Muita gente já ouviu falar das explicações claras, divertidas e o bom senso de humor do físico Richard Feynman. Neste livro há uma boa introdução de Paul Davies, onde expõe sobre o livro em questão, bem como sobre a pessoa de Feynman, além da sua forma cativante de explicar temas físicos. O livro é extraído do original “Lectures on Physics”, que teria sido, por sua vez, confeccionado baseado em uma série de conferências ministradas no Caltech (California Institute of Technology) pois os alunos estavam um tanto desmotivados nos estudos de física.

Com seu espírito carismático, Feynman transmite neste livro o funcionamento básico da física clássica, com exemplos palatáveis e ao mesmo tempo nos informa dos emaranhados da física quântica, com explicações acessíveis a leitores leigos. CONTINUAR A LER

Ciência , , ,

Iphone + Hélio + Câmera filmadora + Criatividade = Câmera na estratosfera!

20, Junho, 2011

Câmera[bb]na estratosfera

Eu quando mais jovem queria construir um balão com câmera para filmar lá de cima. Da estratosfera. Para mim seria extremamente divertido. Outra ideia na época era colocar uma câmera numa super-pipa e filmar o bairro da perspectiva deste objeto voador tão peculiar.

Pois bem, anos se passaram (na época as câmeras eram maiores, mais caras e não tive verba para nenhuma dessas ideias em prática) e acabei deixando essas ideias de lado.

Entretanto, algumas pessoas, com posse da tecnologia de hoje, tempo e criatividade montaram um balão com um iphone[bb](que sinalizaria as coordenadas geográficas do artefato, após pouso), uma câmera filmadora e, claro, um para-quedas. CONTINUAR A LER

Astronomia, Educação, Gerais , , , , ,

Pálido Ponto Azul – O que faremos com nossa casa?

13, Maio, 2011

Eis uma ótima mensagem deixada por Carl Sagan a respeito de nossa casa, da grandeza do universo e da pequenez de nossa ambições cotidianas.
CONTINUAR A LER

Astronomia, Ciência, Educação , , , , ,

O poder da ressonância – Ponte Tacoma Narrows

10, Abril, 2011

História: a ponte[bb]Tacoma Narrows, pouco tempo depois de inaugurada, colapsa, pois o vento[bb]fez a mesma vibrar em ressonância[bb]. Com a ressonância a ponte foi “torcida”, além dos altos e baixos. Os cabos não aguentaram a tração gerada pela oscilação. Resultado: Crash! (Veja o vídeo abaixo).
CONTINUAR A LER

Ciência, Educação, Física , , , , , , , , , ,

Construíndo foguete movido a água

14, Janeiro, 2011

Nesta postagem, teremos um breve tutorial de como construir foguetes propelidos à água. Na verdade, o foguete é bem simples e o que construiremos é a base de lançamento, o que permitirá lançar quantos foguetes quiser.

Seja você, professor de física (ou ciências naturais) para mostrar o funcionamento da 3ª lei de Newton, ou ainda estudante para sua feira de ciências, ou até mesmo como um momento de diversão com o filhão, é um ótimo passatempo.

CONTINUAR A LER

Ciência, Educação, Gerais , , ,

Workshop: dinâmica de sistemas complexos

30, Agosto, 2010

A UnB sedia entre os dias 29/08 a 03/09/2010 um workshop aberto ao público sobre o tema de “dinâmica de sistemas complexos”.

No site da UnB agência temos a seguinte descrição:

O clima é um sistema complexo. Uma avalanche também. Bem como o sobe e desce da Bolsa de Valores. O professor Fernando de Oliveira, do Instituto de Física (IF), explica que todo fenômeno afetado por elementos que não podem ser medidos com precisão é complexo. “O clima depende da incidência solar, da velocidade do vento, das nuvens, da vegetação local. Por isso não é possível fazer previsões exatas”, afirma. O mesmo ocorre com a avalanche. A neve vai caindo, caindo, até o deslize de uma grande massa. Mas o momento exato do fenômeno é impossível saber.

A professora Márcia Barbosa é especialista em Mecânica Estatística da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e uma das convidadas para o evento. Ela explica que, apesar da complexidade, há uma lei que rege esses fenômenos. É a chamada Lei da Potência. “Eles ocorrem em todas as escalas. E quanto maior a intensidade, menor a probabilidade de acontecer”, conta. A todo o momento ocorrem tremores de terra imperceptíveis. Mas terremotos como o que devastou o Haiti, em janeiro, são raros. A pergunta entalada na garganta dos cientistas é: por que isso ocorre?

Para ler o resto da postagem e saber mais sobre o evento clique aqui (Unb Agência).

É aberto ao público.

http://www.unb.br/noticias/unbagencia/unbagencia.php?id=3800

Gerais , , , ,