Arquivo

Artigos relacionados com ‘Leitura’
image_pdfimage_print

Leitura Recomendada: Física em seis lições – Richard Feynman

5, Janeiro, 2012
Física em seis lições - Richard Feynman

Física em seis lições - Richard Feynman. Ed. Ediouro

Muita gente já ouviu falar das explicações claras, divertidas e o bom senso de humor do físico Richard Feynman. Neste livro há uma boa introdução de Paul Davies, onde expõe sobre o livro em questão, bem como sobre a pessoa de Feynman, além da sua forma cativante de explicar temas físicos. O livro é extraído do original “Lectures on Physics”, que teria sido, por sua vez, confeccionado baseado em uma série de conferências ministradas no Caltech (California Institute of Technology) pois os alunos estavam um tanto desmotivados nos estudos de física.

Com seu espírito carismático, Feynman transmite neste livro o funcionamento básico da física clássica, com exemplos palatáveis e ao mesmo tempo nos informa dos emaranhados da física quântica, com explicações acessíveis a leitores leigos. CONTINUAR A LER

Ciência , , ,

Filosofia da Biologia – Leitura

16, Abril, 2011

Filosofia da Biologia?

Sim, isto mesmo! Existe uma Filosofia da Biologia. É uma Filosofia especial da Filosofia da Ciência, que trata das supostas especificidades da biologia e suas questões.

Como a Filosofia da Ciência pode ser considerada um ramo da epistemologia a Filosofia da Biologia é, portanto, uma área da epistemologia. Entretanto tem em seu escopo as questões suscitadas no ramo da biologia. CONTINUAR A LER

biologia, Ciência, Epistemologia, Filosofia, Teoria da Ciência, Universidade , , , , , , ,

Leitura recomendada

28, Outubro, 2009
O mundo assombrado pelos demônios

O mundo assombrado pelos demônios

O mundo assombrado pelos demônios” é leitura recomendada para todos.

Neste livro, Carl Sagan mostra como a pseudociência e crenças não-científicas (com forte apelo populacional) difundem explicações mistificadas e fictícias a respeito de diversos temas, contribuindo para uma analfabetização científica.

Aqui Sagan mostra quão bonita a ciência pode ser, apesar do mal uso que pode existir em torno do que ela desenvolve. Mostra a beleza de se descobrir o universo e as razões que permeiam o mesmo (tarefa que a ciência estaria cumprindo muito bem, segundo o autor). O autor descreve que escolher a explicação científica, ao invés das místicas, não nos faz  perder a beleza em que há no conhecer.

É um ótimo livro, que mostra uma visão visceral por sobre os demônios que assombram o nosso mundo e que mancham a beleza do conhecimento. Vale a pena conferir.

UPDATE

(24.01.10)

Tempos depois de escrever sobre este livro (do qual fiz uma leitura imparcial) vi que existem algumas pessoas que o criticam dizendo que é uma “bíblia dos céticos”. Ora, acho essa acusação um tanto quanto exagerada (chamar de bíblia). O livro faz denúncia das pseudociências e das mistificações que surgem num contexto de ensino científico defasado. Se é muito utilizado por aqueles que se denominam “céticos, sabichões” (como um site teve a infelicidade de dizer) e de pseudo-céticos (como agora é uma expressão mainstream de alguns contra-opinião; infelizmente isto virou uma fórmula comum, nem sempre bem sucedida) não é por que o livro seja uma Bíblia. A estrutura é bem diferente. O livro é muito bom, analisando imparcialmente, e desempenha papel bom ao mostrar uma denúncia que o leitor, que despoje de preconceitos ao ler, notará com facilidade: existe um mecanismo social que está ocorrendo – as pseudociências (assim como outros vários pseudos, existentes em nosso mundo). Analisando, pontualmente, o livro cumpre com isso (a denúncia aos fantasmas da precária educação científica). Possui este mérito (de fato), e se parte comentários acerca do mesmo girarem em torno por causa desde mérito, a crítica falaciosa supracitada é infundada e inconsistente.

Arnaldo Vasconcellos

Astronomia, Ciência, Gerais , , , ,